Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK

Discorso dell’Ambasciatore Uberto Vanni d’Archirafi in occasione della Festa della Repubblica tenutasi il 4 giugno 2019 presso l’Ambasciata d’Italia a Lisbona

Data:

05/06/2019


Discorso dell’Ambasciatore Uberto Vanni d’Archirafi in occasione della Festa della Repubblica tenutasi il 4 giugno 2019 presso l’Ambasciata d’Italia a Lisbona

Muito obrigado à Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana e às vozes convidadas Flaminia Potenti e João Barros, por esta magnífica abertura.
Excelentíssima Vice-presidente do Grupo Parlamentar de amizade Portugal-Italia, Senhora Deputada Paula Teixeira da Cruz
Senhores Representantes das Instituições e do Corpo Diplomático,
EmbaixadorAs e EmbaixadorEs
Excelentíssimas Senhoras, excelentíssimos Senhores,
Bem-vindos à Embaixada de Italia e muito obrigado por estarem aqui connosco a celebrar os 73 anos da República Italiana, que nos permite partilhar hoje os mesmos valores de liberdade, igualdade e democracia. Ainda Valores de justiça e de responsabilidade social.
Obrigado também aos nossos patrocinadores, excelências do made in Italy em Portugal e no mundo. Gracas a eles podemos oferecer-vos, também este ano, uma amostra do “vivere all’italiana”. Grazie ai nostri sponsor!
Este ano de 2019 (DOIS MIL e DEZANNOVE) é, de facto, o ano em que se celebra a figura especial e fascinante de Leonardo da Vinci nos 500 (Quinhentos) anos do seu nascimento. Aproveito para convidar todos à conferência que organizámos com a Fundação Gulbenkian e que terá lugar a 19 (dezannove) de Junho na Gulbenkian com uma intervenção do prof. Claudio Giorgione, Director do Museo da Ciência de Milão e curador da grande exposição sobre Leonardo que está patente em Roma nas Scuderie del Quirinale.
A Ciência e a Tecnologia, juntamente com a Cultura e o Património Artístico, são as grandes alavancas das relações, que sabemos ótimas, entre Itália e Portugal, e motores de ambiciosos projetos de cooperação. O próprio Ministro Heitor estará em Itália para participar na reunião 5+5 (Cinco mais Cinco) dos Ministros da Ciência e da Educação no próximo dia 10 de junho. Entre Tecnologia e Cultura situa-se também o Design, e anuncío aqui a primeira edição da Porto Design Bienal, que decorrerá em Novembro no Porto e terá a Itália como País convidado.
Em 2018 fomos admitidos na CPLP como País Observador Associado e portanto este ano decidimos celebrar o Dia da Língua Portuguesa, mostrando na Embaixada uma pequena seleção de autores lusófonos editados em Itália. Aproveito para agradecer às editoras que quiseram colaborar connosco, editoras grandes e pequenas, todas elas empenhadas na divulgação da cultura lusófona em Itália. E neste dia de Luto nacional pelo falecimento de Agustina Bessa-Luís, uma das vozes mais notáveis da literatura contemporânea, desejo fazer chegar os meus pêsames a Portugal e a toda a Comunidade da Língua Portuguesa.
As relações diplomáticas são sempre também relações linguísticas, pois sem a compreensão recíproca é difícil alcançar a escuta e a partilha. A pensar na reciprocidade linguística, continuamos a trabalhar no projeto de introduzir o ensino do Italiano na escolas portuguesas: temos um projeto-piloto a funcionar numa escola pública de Almada e em breve esperamos estendê-lo a mais escolas.
Como disse, as relações entre Itália e Portugal continuam ótimas, também no que se refere ao contexto económico e político, no âmbito bilateral e multilateral. Pertencemos com orgulho ao mesmo projeto europeu. Unem-nos os mesmos interesses na Europa mas também na NATO, no Atlântico, no Mediterrâneo. Temo-nos apoiado mutuamente nas principais candidaturas aos organismos internacionais onde estamos representados. Aproveito aqui para recordar que a cidade de Milão é candidata a receber as Olimpíadas Invernais de 2026. Por falar em maravilhosas cidades italianas, recordo ainda que 2019 é o ano de Matera Capital europeia de Cultura. Mas também penso em Nápoles, onde o presidente Marcelo Rebelo de Sousa esteve o mês passado no encontro da COTEC, associação que reúne os Presidentes de Itália e Portugal, o Rei de Espanha mas também as maiores indústrias tecnologicamente avançadas dos três países.
Nessa ocasião o Presidente Sergio Mattarella convidou o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa a realizar uma visita de Estado em Itália depois daquela que o Presidente Mattarella realizou em Portugal em 2017.
Sempre a propósito de Nápoles, temos ainda um grande projeto a realizar numa colaboração entre o Museu Arqueológico de Napoles e o Museu de Arqueologia de Lisboa.
Claro está que no setor cultural contamos com o Instituto Italiano de Cultura, assim como no setor comercial temos o apoio da Câmara de Comércio Italiana para Portugal. Agradeço aos diretores destas duas importantes instituições, essenciais para a promoção cultural e comercial da Itália em Portugal. Desejo agradecer também a rede dos nossos cônsules honorários que desenvolvem um trabalho valioso no Porto, no Algarve, nos Açores e na Madeira. Um agradecimento especial também o devo a eles, que nas recentes eleições permitiram aos 10.000 italianos residentes em Portugal o exercício fundamental do direito de voto .
La comunità italiana in portogallo è sensibilmente cresciuta negli ultimi anni. Erano circa 11.000 quando sono arrivato, ora sono 14.700 i connazionali che hanno scelto di risiedere in questo straordinario Paese.
Permettetemi un breve cenno al Progetto Mediterranea, con l’imbarcazione che da alcuni anni sta promuovendo nel mare Nostrum i valori della tradizione mediterranea in tutte le sue componenti, culturali, sociali, economiche e politiche. Alcuni membri dell’equipaggio assieme al comandante Simone Perrotti sono qui fra noi.
Vorrei a conclusione riferirmi ad alcuni italiani di eccellenza, che vivono qui da molti anni e che si sono dedicati a fomentare ed arricchire le relazioni artistiche e culturali tra i nostri due Paesi. Uno di loro è certamente il Maestro Massimo Mazzeo, a cui ho il piacere di consegnare il meritato riconoscimento di Cavaliere dell’Ordine della Stella d’Italia.
Motivazione: « L'orchestra barocca "Divino Sospiro", fondata nel 2003 dal suo direttore Massimo Mazzeo, costituisce un progetto di grande rilievo nel panorama culturale portoghese e nella divulgazione del repertorio e degli interpreti di Italia e Portogallo. Con il suo instancabile lavoro di promozione della cultura musicale barocca e della tradizione italiana, Mazzeo è riuscito a dar vita ad una realtà che ha attratto alcune delle figure più importanti nell’ambito della ricerca scientifica, musicologica e artistica, ottenendo come risultato un aumento significativo di attenzione sugli artisti e sui beni culturali italiani in Portogallo e sulla circolazione estetica e intellettuale tra i due paesi. »
Desejo a todos uma boa tarde sob o signo da Itália em Portugal.

 

loghi sponsor festa repubblica020619


535